quarta-feira, 20 de maio de 2015

Primeira Pós em Etnomúsica das Religiões Afro-brasileiras na FTU!

Axé,

A FTU (Faculdade de Teologia com ênfase nas Religiões Afro-brasileiras) abre suas portas para o primeiro curso de especialização em etnomúsica das religiões afro-brasileiras com a participação de renomados pesquisadores acadêmicos, músicos e ogãs de diversas tradições.

A especialização terá início em agosto de 2015. Para garantir sua pré-inscrição, envie um email para faculdade@ftu.edu.br






segunda-feira, 11 de maio de 2015

Teologia do Ori-Bará

Teologia do Ori-Bará



Importante: Comprando o curso você recebe inteiramente grátis, e com custo de frete já incluso, o mais novo livro de F. Rivas Neto "Teologia do Ori-Bará"

sexta-feira, 8 de maio de 2015

DESCADASTRAR

 


De: sacerdotes-ftu@googlegroups.com [mailto:sacerdotes-ftu@googlegroups.com] Em nome de Yabauara
Enviada em: quinta-feira, 7 de maio de 2015 16:54
Para: apometria_umbanda
Cc: CASADEUMBANDA@yahoogrupos.com.br; ex-alunosftu@googlegroups.com; ftu-imaginario@googlegroups.com; yabauara.oicd@blogger.com; Contato Sacerdotes FTU; ERVAS; grupooicd; João Luiz de A. Carneiro; lassuncao@ufrnet.br; posftu; Ritto; Templo de Umbanda; umbandanet; vidaumbandista
Assunto: [contato-ftu] Aspectos acadêmicos sacerdotais inéditos de Fá \ Ifá

 

--
Você recebeu essa mensagem porque está inscrito no grupo "Contato Sacerdotes FTU" dos Grupos do Google.
Para cancelar inscrição nesse grupo e parar de receber e-mails dele, envie um e-mail para sacerdotes-ftu+unsubscribe@googlegroups.com.
Para mais opções, acesse https://groups.google.com/d/optout.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Run de Ogiyan: filosofia e ética do corpo no candomblé

Leia um trecho:
"No último dia 25 de abril nossa comunidade de santo vivenciou o Rum de Ogiyan no Ile Funfun Axé Awo Osogun. Em postagens anteriores nosso Babá publicizou um trecho do run aqui no blog. Hoje, disponibilizará mais um deles.
Estive presente neste toque. Dias antes como membro da comunidade do egbé trabalhando ativamente na construção dos espaços do ilê. No dia do toque como participante. Hoje, pedi licença ao meu Babá para que pudesse compartilhar aqui algumas das experiências sensíveis e outras intelectivas (e não dissociadas do afeto) derivadas de minhas reflexões como pesquisadora das religiões afro-brasileiras. Em meu doutorado, uma das frentes de trabalho na antropologia da religião é estudar a constituição de laços fortes em uma família de santo. Para uma filha de santo o toque foi inesquecível. Para a pesquisadora, um verdadeiro laboratório vivo do candomblé!
Que oportunidade poder entrelaçar essas duas facetas de mim mesma: a religiosa e a científica e é isso que pretendo, humildemente, delinear nas linhas a seguir."


Ou diretamente pelo Blog Espiritualidade e Sociedade: http://sacerdotemedico.blogspot.com.br