quarta-feira, 12 de julho de 2017

Fwd: Workshop nas Umbandas: jogo de búzios

Olá, 

Meu nome é João Luiz Carneiro, conhecido na Umbanda Esotérica como Mestre Yabauara. Estou enviando esse email para convidar você a estar conosco no próximo workshop ministrado pelo Pai Rivas - Mestre Arapiaga sobre Búzios nas Umbandas. Do que se trata?

Método oracular proposto pela Umbanda Esotérica para os umbandistas em geral

Nesse workshop será ensinado questões teóricas e práticas sobre um dos métodos de jogo de búzios propugnada pela Umbanda Esotérica e desenvolvida pelo Mestre Arapiaga.

O participante aprenderá os princípios básicos do jogo, bem como receberá seu opon (tabuleiro sagrado) com os búzios consagrado para uso pessoal.

Dia

​1
6 e
​1
7 d
​​
e
​ setembro​
de 2017
Horário: 9hs até 18hs
Local: Templo do Caboclo Urubatão da Guia — Rua Paraguassu, 306 Bairro Nova Itanhaém, Itanhaém — SP




​Se quiser posso passar mais informações. Basta responder a esse email. Ok?​


Aranauan, Saravá!​

Yabauara


sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

"Por que as religiões de matriz africana são o principal alvo de intolerância no Brasil?"

A FTU foi convidada a dar sua visão sobre intolerância às religiões de matriz africana no Brasil para a BBC-Brasil.

Na ocasião, o fundador e diretor da FTU, F. Rivas Neto (Babalorixá Rivas T'Ogyion) e o docente e pesquisador da casa, Dr. João Luiz Carneiro) falaram sobre o tema que pode ser lido na reportagem abaixo,

Por que as religiões de matriz africana são o principal alvo de intolerância no Brasil?


A Tradição de Ifá: De Itacurussá à Itanhaém

Aranauan, Saravá,

Para praticantes e simpatizantes da Umbanda Esotérica:

"A Tradição de Ifá: De Itacurussá à Itanhaém"

Acesse: http://umbandaesoterica.com/2016/01/22/a-tradicao-de-ifa-de-itacurussa-a-itanhaem/

Yabauara

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Comunicado do Babá Rivas T'Ogyion

A FTU (Faculdade de Teologia com ênfase nas Religiões Afro-brasileiras) se sente honrada com mais uma parceria acadêmica estabelecida com a Faculdades EST, instituição de referência no campo teológico, possuidora de nota máxima junto a Capes em seus cursos de pós-graduação (mestrado e doutorado) na área teológica.

Dessa vez, a união foi estabelecida por meio da "Revista Identidade!" . Seu vigésimo número carrega o dossiê "Religiões Afro-brasileiras, um diálogo necessário" organizado pelo docente da FTU, prof. Dr. João Luiz Carneiro, nosso filho de santo. Seu texto pode ser acessado neste link: http://periodicos.est.edu.br/index.php/identidade/article/viewFile/2669/2485


Dentro do dossiê, duas pesquisadoras que são, também, nossas filhas de santo publicaram textos que merecem nossa máxima atenção.


Érica F. C. Jorge, mestra e doutoranda em Ciências Sociais (UFAB), discute Religiões Afro-brasileiras por meio do texto intitulado: "Sem limites: Intolerância Religiosa com crianças candomblecistas". Aprecie o artigo pelo link: http://periodicos.est.edu.br/index.php/identidade/article/view/2588


Maria Elise Rivas, mãe de santo inciada por nós, mestra e doutoranda em Ciências da Religião (PUC-SP), posiciona a macumba – algo de tanta relevância histórica e impacto social atual – com o artigo "Tem mulheres na macumba, sim, sinhô!". Acesse o texto no link: http://periodicos.est.edu.br/index.php/identidade/article/view/2589


Mais uma vez as religiões afro-brasileiras saem ganhando. O espaço acadêmico foi aberto pela EST/FTU no intuito de promover reflexões sérias e profundas sobre nossa tradição religiosa. Não obstante acadêmicos que são, antes de qualquer coisa, adeptos das religiões afro-brasileiras e com formação teológica específica para tal empreitada assinam o dossiê como organizador e articulistas.


É dessa maneira que fazemos uso do nosso tempo, algo tão precioso para todos nós. Preferimos o trabalho efetivo, os ganhos concretos pela e para as Religiões Afro-brasileiras, do que quaisquer atividades paralelas ao nosso objetivo de vida.

 

Babalorixá Rivas T'Ogiyon – Diretor fundador da FTU